Sporting de Braga vence o detentor da competição (4-3)

Imagem/montagem completamente editada pela autora
Fundo do estádio, retirado da Arquitetura Falada.

         Depois de o Sporting de Braga ter eliminado na anterior eliminatória o Farense por uma bola a zero, e o Sporting CP o SL Benfica por 2-1 (ambos após prolongamento), mediram forças nos oitavos de final da competição rainha em Portugal - a Taça de Portugal -, no Estádio Municipal de Braga.

O detentor do troféu entrou na máxima força diante o Sporting de Braga


         O Sporting chegou ao golo ao minuto 10, por intermédio de Bryan Ruiz - após lançamento lateral a beneficiar a equipa leonina, João Pereira assistiu o internacional da Costa Rica para o primeiro do encontro.
         Antes de as equipas recolherem aos relvados, Wilson Eduardo (ex-jogador do Sporting) restabeleceu a igualdade no marcador - ataque bracarense conduzido por Rafa 
[NOTA: os jogadores do Sporting ficaram a protestar nesse lance, por existir anteriormente uma falta não assinalada sobre William Carvalho].

Segunda parte com o dobro de golos da primeira


         Ao contrário do que acontecera na primeira parte, o Sporting de Braga foi o primeiro a marcar no segundo tempo - aos nove minutos do segundo tempo, Alan consumou a reviravolta no marcador: Patrício ainda conseguiu tocar no esférico, mas nada podia fazer para evitar o golo da formação orientada por Paulo Fonseca.
         O Sporting reagiu passado três minutos, restabelecendo novamente a igualdade na partida por Slimani - o argelino deu o melhor seguimento a um cruzamento de Aquilani no flanco esquerdo.
         William Carvalho voltou a colocar pela segunda vez no encontro a equipa do Sporting na frente do marcador, depois de aproveitar um ressalto na área da equipa da casa.
         Entretanto, como não há duas sem três, o Sporting de Braga voltou a restabelecer a igualdade no marcador através de Goiano, dando o melhor seguimento a uma jogada de ataque protagonizada pela equipa de Paulo Fonseca.

Foi preciso recorrer a prolongamento para se decidir o vencedor do encontro


         Aos 111 minutos - ou seja, já na segunda parte do prolongamento, Rui Fonte (jogador emprestado pelo Benfica ao clube) cabeceou certeiro para o fundo das redes defendidas por Rui Patrício, dando não só a vitória aos bracarenses na partida, como também colocando a sua equipa nos quartos de final da Taça de Portugal.

         O detentor da Taça de Portugal despede-se da competição à 5.ª eliminatória e depois de ter realizado três jogos na competição - o primeiro diante o Vilafraquense (vitória por 4-0) e depois frente ao Benfica (vitória por 2-1 após prolongamento).
         O Sporting de Braga, por seu turno, soma e segue na competição depois de ter iniciado a competição diante o Académico de Viseu (vitória por 3-0) e Farense (vitória por 1-0 após prolongamento).


0 comentários:

Enviar um comentário

Parcerias (até ao momento)




Se pretender saber mais sobre a parceria e quiçá, fazer parte, preencha o formulário de contato deste blog, presente no seu lado esquerdo.
Caso não apareça, por favor envie mensagem privada para a página no Facebook.