Sporting vence Estoril (1-0), mas sofreu


O líder deste campeonato nacional recebeu este sábado no Estádio de Alvalade a equipa do Estoril, debaixo de grande euforia por parte dos adeptos.

        Para este encontro, Jorge Jesus apresentou o onze base da equipa leonina - mas sem Naldo, que se encontra a recuperar de lesão. Mas, houve uma novidade para a equipa dos leões.
        As camisolas do Sporting, para este encontro, na zona normalmente dedicada a patrocínio (por enquanto, os uniformes continuam - ainda - sem patrocinador), lia-se "Sporting.pt". A verdade é que não é um patrocínio mas sim, uma informação relativa ao novo site do clube de Alvalade.

        O Estoril não se apresentou em Alvalade com o "autocarro" e prova disso, foi a derradeira oportunidade (desperdiçada) para se adiantar no marcador logo no primeiro minuto de jogo - Dieguinho apareceu ao primeiro poste, numa posição privilegiada para marcar, após cruzamento de Gerso na esquerda, mas sem grandes danos para a baliza de Rui Patrício.

        Primeira parte repartida, com ambos os clubes a terem oportunidades suficientes para se adiantarem no marcador e principalmente, desfazerem a igualdade que se registava desde o primeiro apito do árbitro na partida, mas faltou o principal: pontaria afinada para introduzir a bola nas redes adversárias. 
        O Sporting dominou em posse de bola e remates efetuados, mas a verdade é que perante aquilo a que se pode assistir, o Estoril esteve ligeiramente acima da equipa de Jorge Jesus no que diz respeito a perigo junto da baliza adversária.


Na segunda parte, surgiu o golo polémico por parte da equipa do Sporting - aos 55 minutos de jogo.

        Afonso Taira, na sua área estorilista, cometeu falta sobre Gutiérrez. Falta suficiente para a marcação de uma grande penalidade a beneficiar a equipa da casa. Contudo, a polémica não está na grande penalidade assinalada, que até foi bem convertida pelo colombiano que assumiu a responsabilidade de a marcar e converter - guarda-redes para um lado, bola para o outro.
        A polémica está no facto de existir um fora-de-jogo não assinalado à equipa leonina, no lance que origina o castigo máximo aplicado à equipa do Estoril.


        Mas não falando de polémicas, bastou uma grande penalidade assinalada à equipa do Sporting para que a formação orientada por Jorge Jesus somasse mais três pontos aos seus 20 iniciais (à partida para este desafio), num encontro que em nada foi fácil.

O Sporting soma assim 23 pontos, mais cinco que Porto (segundo classificado - mas com menos um jogo) e seis que Sporting de Braga (fechando o pódio, no terceiro posto).


0 comentários:

Enviar um comentário

Parcerias (até ao momento)




Se pretender saber mais sobre a parceria e quiçá, fazer parte, preencha o formulário de contato deste blog, presente no seu lado esquerdo.
Caso não apareça, por favor envie mensagem privada para a página no Facebook.