FC Porto vence (2-0), num festival de golos falhados


O FC Porto recebeu e venceu neste final de tarde / início de noite a equipa sadina, por duas bolas a zero - encontro referente à 10.ª jornada.

Surpresa no onze inicial


         André André iniciou a partida no banco (tendo sido suplente utilizado); Evandro permaneceu no onze portista; Brahimi saltou para a titularidade diante o Vitória de Setúbal.

Primeira parte com o marcador a registar um empate sem golos...

... quando o Porto poderia ir a vencer por dois ou três golos a formação orientada por Quim Machado

         A melhor oportunidade do FC Porto no primeiro tempo surgiu num dos últimos lances antes de o árbitro apitar para descanso, quando Layún - de fora da grande área adversária -, rematou forte à baliza defendida por Raeder: o guardião do Vitória de Setúbal respondeu a altura mas na recarga, Tello falhou o remate.

         Antes dessa ocasião para marcar, aos 39 minutos, Tello tentou desfazer a igualdade registada no marcador desde o início da partida, mas o guarda-redes sadino travou o remate com o pé direito e quatro minutos depois desse lance de Tello, a defesa do Vitória de Setúbal esqueceu-se de fazer marcação a Marcano que, solto na área, cabeceou ao lado.

Segunda parte = dois golos


         Foi preciso esperar 70 minutos, para que o marcador sofresse alteração - mérito para Aboubakar que de cabeça, fez o primeiro dos dragões na partida, após cruzamento de Layún.

         Layún esse que, seis minutos antes de o árbitro mostrar a placa com o tempo de compensação - e depois de ter estado na origem do primeiro golo -, fez o segundo e último da equipa portista no encontro com um remate colocado (sem hipóteses de defesa para Raeder), fixando o resultado final em duas bolas a zero - cruzamento rasteiro e tenso de Maxi Pereira para o mexicano.

Espetáculo de golos falhados da autoria da formação de Julen Lopetegui


         Apesar de ficar a impressão que a equipa portista poderia ter feito mais e melhor, no que diz respeito a golos marcados, a verdade é que marcou os suficientes para os três pontos conquistar - não perdendo o primeiro lugar de vista.

         Os dragões permanecem no segundo lugar, superando a marca de 20 pontos conquistados - somam agora, 21. Menos dois pontos que o atual primeiro classificado, que se encontra a jogar diante o Arouca (aos 30 minutos de jogo, a partida regista uma igualdade sem golos entre as duas formações).
         O Vitória de Setúbal, por seu turno, permanece na sexta posição da Liga NOS, com 14 pontos.

0 comentários:

Enviar um comentário

Parcerias (até ao momento)




Se pretender saber mais sobre a parceria e quiçá, fazer parte, preencha o formulário de contato deste blog, presente no seu lado esquerdo.
Caso não apareça, por favor envie mensagem privada para a página no Facebook.