Benfica não passa teste em Galatasaray (2-1)


O jogo na Turquia, diante o Galatasaray, até nem começou mal para a equipa encarnada.

      Com quatro portugueses no onze inicial (Sílvio, Eliseu, André Almeida e Gonçalo Guedes), logo no primeiro minuto e 14 segundos da partida, o Benfica inaugurou o marcador por intermédio de Nico Gaitán - o extremo argentino livrou-se dos seus opositores e no frente-a-frente com o guardião da formação de Istambul, com classe, atirou para o primeiro e único golo da equipa portuguesa no encontro.

      A equipa de Lisboa não soube gerir bem a vantagem no encontro e André Almeida, aos 18 minutos, cometeu grande penalidade na área do Benfica, favorável à equipa da casa. Sem dúvidas sobre a marcação da grande penalidade, Inan converteu a mesma e restabeleceu a igualdade no marcador.

Podolski, foi o nome do homem que consumou a reviravolta no marcador para a equipa turca, fixando o resultado final na partida aos 33 minutos.

      A equipa encarnada até teve, na segunda parte, hipóteses para entrar na discussão pelo resultado, mas sem sucesso - os homens de Rui Vitória não estavam em dia de inspiração (exceção de Gaitán, para variar), e pormenor para o facto da equipa do Galatasaray ter enviado uma bola ao poste da baliza defendida pelo brasileiro Júlio César.

      Ao terceiro jogo e com hipóteses de fazer história na competição, a equipa encarnada cedeu assim, os primeiros pontos na fase de grupos - grupo C -, ao perder no terreno do Galatasaray por duas bolas a uma.

A equipa portuguesa e o Atlético de Madrid, repartem a liderança do grupo C com seis pontos. O Galatasaray soma agora quatro pontos e o Astana, apenas um ponto em três jogos decorridos.


0 comentários:

Enviar um comentário

Parcerias (até ao momento)




Se pretender saber mais sobre a parceria e quiçá, fazer parte, preencha o formulário de contato deste blog, presente no seu lado esquerdo.
Caso não apareça, por favor envie mensagem privada para a página no Facebook.